Departamento de Conservação e Restauro da FCT NOVA premiado pela Associação Portuguesa de Museologia

O Departamento de Conservação e Restauro (DCR) da NOVA School of Science and Technology | FCT NOVA, recebeu, no dia 29 de outubro, o prémio da Associação Portuguesa de Museologia (APOM) na categoria de "Instituição". Os prémios desta categoria distinguem os organismos - públicos ou privados - que apoiam os museus, palácios, monumentos, sítios arqueológicos, centros de interpretação e coleções visitáveis nas suas atividades museológicas.

“Esta distinção, que muito nos orgulha, é o resultado de 20 anos de trabalho de uma equipa altamente especializada e dedicada à investigação, conservação e restauro”, avança Márcia Vilarigues, presidente do DCR. O Departamento de Conservação e Restauro da Nova School of Science and Technology | FCT NOVA tem como objetivo o ensino e a investigação na área da conservação do património que é preciso preservar e cuidar para as gerações futuras.

A professora e investigadora da FCT NOVA garante, ainda, que depois deste reconhecimento “o departamento continuará a alargar as parcerias que tem vindo a desenvolver com as diversas instituições nacionais e internacionais e que permitirá continuar o trabalho de excelência no estudo, preservação e valorização do património cultural.”

A APOM atribui, anualmente, prémios a instituições, agentes ou projetos em 27 categorias que contemplam várias áreas da ação museológica. O colecionismo, o mecenato, o restauro, a investigação, os projetos de museografia e de museologia são algumas das áreas contempladas. Este ano, a cerimónia de entrega dos prémios teve o Alto Patrocínio da Presidência da República.

Fundada em 1965 e pioneira na área, a Associação Portuguesa de Museologia foi criada com o objetivo de servir a comunidade de profissionais de museus em Portugal.

Reveja a sessão aqui.

Obtida automáticamente(fonte), datada de 2 de Novembro de 2021